Digulgação
Digulgação

Campeã mundial em 2013 no handebol, fica fora do Rio-2016

O handebol masculino da Espanha perdeu a vaga que disputava com a Eslovênia no Pré-Olimpíco

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Estadão Conteúdo

11 de abril de 2016 | 08h53

Uma das principais potências do handebol masculino, a Espanha está fora dos Jogos Olímpicos do Rio. Os espanhóis foram surpreendidos pela Eslovênia no Pré-Olímpico Mundial e ficaram fora dos Jogos pela primeira vez em 40 anos. A competição definiu seis dos 12 times que estarão na Olimpíada, em agosto.

Desde os Jogos de Moscou, em 1980, a Espanha era presença sempre constante. Ganhou o bronze em 1996, 2000 e 2008, mas nunca jogou uma final. Depois da eliminação nas quartas de final em Londres, entretanto, os espanhóis vinham em crescimento, tendo ganhado o Mundial de 2013 e ficado em quarto em 2015. No começo do ano, foram prata no Europeu.

O handebol, entretanto, vive em forte equilíbrio. A Eslovênia, que foi só a 14.ª colocada no Europeu, em janeiro, ficou com uma das vagas olímpicas do Grupo 1 do Pré-Olímpico. A Suécia ficou com a outra, superando a Espanha por um gol de saldo - todas tiveram duas vitórias (sobre o Irã) e uma derrota).

Do Grupo 2 passaram a Polônia (bronze no último Mundial) e a surpreendente Tunísia, que venceu a Macedônia no confronto direto. Já pelo Grupo 3 se classificaram a Dinamarca e a Croácia. A Noruega ficou pelo caminho, mas o time masculino não tem, nem de longe, a tradição do feminino. A última Olimpíada dos noruegueses foi em 1972.

Assim, estarão no Rio no handebol masculino: Brasil, França, Argentina, Catar, Alemanha, Egito, Polônia, Tunísia, Eslovênia, Suécia, Dinamarca e Croácia. Os times serão sorteados em dois grupos no dia 29 de abril. Os quatro melhores de cada chave avançam às oitavas de final. No último Mundial, o Brasil perdeu de Catar, Eslovênia e Croácia. No de 2013, para França e Alemanha. Vitória, contra esses times, só sobre Argentina e Tunísia.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadahandebolEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.