Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Campeão da São Silvestre disputará a maratona olímpica

Stanley Biwott representará o Quênia no Rio de Janeiro

Estadão Conteúdo

10 de maio de 2016 | 15h37

Uma das mais fortes equipes dos Jogos Olímpicos do Rio foi convocada nesta terça-feira: o time que vai defender o Quênia na maratona. Entre centenas de atletas com índice, a federação local optou por convocar Wesley Korir, Eliud Kipchoge e Stanley Biwott campeão da São Silvestre de 2015. Wilson Kipsang, medalhista olímpico, e Dennis Kimetto, recordista mundial, não foram considerados para a lista porque falharam em completar o Mundial do ano passado, em Pequim (China).

Diferente da quase totalidade dos outros países, Quênia e Etiópia não convocam a partir do ranking mundial, uma vez que consideram diversos outros fatores, como o histórico de vitórias em provas de altíssimo nível. Além disso, há maratonas que são historicamente mais rápidas que outras, por conta do percurso.

Levando em conta diversos critérios, o Quênia optou por convocar Korir (campeão em Boston em 2012), Kipchoge (atual bicampeão em Londres e duas vezes medalhista olímpico nos 5.000m) e Biwott (campeão em Nova York no ano passado). Este último tem história no atletismo brasileiro, tendo vencido a Volta da Pampulha de 2009 e a Maratona de São Paulo de 2010.

Atualmente, Kipchoge e Biwott são os dois primeiros do ranking mundial, graças à excelente prova que fizeram em Londres, há duas semanas. Os resultados na prova britânica foram, respectivamente, o segundo e o sexto melhores de todos os tempos. Korir é só o 23.º do lista de 2016, pelo vice-campeonato de Paris. Cyprian Kotut, campeão da Maratona de Paris, e Bernard Kipyego, bicampeão em Amsterdã, ficam como reservas.

No Rio-2016, o Quênia vai tentar se recuperar o vexame que foi a participação no Mundial do ano passado, quando Korir foi 22.º e tanto Kimetto quanto Kiprotich não completaram. Em 2013, o país também não colocou ninguém no pódio, tendo que se contentar com um nono lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.