Campeão do hipismo havia sido banido do esporte por 2 vezes

Mesmo tendo sido banido do esportedefinitivamente -- e por duas vezes --, Eric Lamaze conseguiurealizar seu sonho olímpico ao ganhar, na quinta-feira, o ourona prova de saltos depois de duas passagens sem faltas. Expulso da delegação do Canadá para os Jogos deAtlanta-1996 e em Sydney-2000, depois de ter resultadospositivos para cocaína em duas ocasiões diferentes, Lamazevoltou à sela em Pequim e no alto do pódio, ao derrotar o suecoRolf-Goran Bengtsson. Houve um tempo, contudo, em que a carreira de Lamaze estavamais propensa a desabar no chão, do que a decolar. O canadense teve seu primeiro teste positivo para cocaínaem 1996 e foi suspenso das competições por quatro anos,inclusive durante os Jogos de Atlanta. A pena foi depois reduzida para sete meses, depois que eleobteve sucesso em um recurso onde alegou que usara a droga porrazões pessoais, não para melhorar sua performance. Ele foi suspenso para toda a vida logo antes da Olimpíadade Sydney, por consumir duas substâncias proibidas encontradasem remédios para gripe e suplementos alimentares. Essa penalidade foi derrubada depois que seu advogadoargumentou que os itens não estavam devidamente etiquetados. Durante o tempo em que estava suspenso, teve novo testepositivo para cocaína, ocasião em que admitiu ter consumido adroga durante uma festa. E recebeu uma segunda suspensão paratoda a vida. Um novo recurso foi apresentado e novamente com sucesso,alegando que a droga foi usada em um período em que já estavasob suspensão definitiva, portanto o caso era irrelevante. "Quando você dá uma chance às pessoas e as deixa seretratar de seus erros, grande coisas acontecem e eu sou oexemplo perfeito disso", disse Lamaze à CBC depois de levar oouro. "Você não pode desistir das pessoas, elas podem fazercoisas ótimas em suas vidas, não importa o que tenha acontecidoantes." Esta foi a segunda medalha de Lamaze em Pequim. O cavaleirode 40 anos já havia garantido a medalha de prata ganha peloCanadá na prova de saltos por equipes. (Reportagem adicional de James Pomfret e Scott Anderson,escrito por Steve Keating)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.