Tolga Bozoglu/EFE
Tolga Bozoglu/EFE

Campeão olímpico em 2004, Liu Xiang anuncia a aposentadoria

Chinês medalha de ouro nos 110 m com barreira sofria com lesões 

Estadão Conteúdo

07 de abril de 2015 | 08h58

Campeão olímpico dos 110 metros com barreiras em 2004, Liu Xiang anunciou nesta terça-feira a sua aposentadoria do esporte, citando a sua idade e as lesões que o impedem de competir há cerca de dois anos e meio como razões que o levaram a tomar a decisão de deixar o atletismo.

Liu Xiang, de 31 anos, escreveu um longo comunicado em uma rede social intitulado "Minha pista, minha barreira" em que afirma estar "doente e velho". "Não posso mais correr e saltar com vocês. Embora seja triste, embora seja doloroso, eu realmente não tenho outra escolha", escreveu o chinês. 

Em 2004, nos Jogos de Atenas, Liu Xiang se tornou o primeiro homem chinês a ganhar um ouro olímpico no atletismo, na prova dos 110 metros com barreiras, quebrando o recorde mundial da disputa. Ele quebrou outro recorde mundial em 2005, e ganhou a prova no Mundial de Atletismo de 2007. 

O chinês não compete desde a Olimpíada de Londres em 2012, após romper o tendão de Aquiles durante as eliminatórias. Ele deixou os Jogos de Pequim, em 2008, com uma lesão semelhante, e os anos de tratamento não conseguiram recuperá-lo. 

Diante dos problemas nos Jogos de Pequim e Londres, as autoridades do esporte chinês disseram que Liu Xiang não voltaria a competir antes de estar completamente recuperado. No entanto, as lesões no tendão de Aquiles são de difícil tratamento, e muitos velocistas nunca conseguiram regressas ao nível anterior. 

Em seu comunicado, Liu Xiang disse que esperava se recuperar depois de Londres. "Meu pé me disse não de novo e de novo, e não havia nenhuma maneira de ter condições de lidar com o treinamento intenso e as competições. Eu odeio meu pé, eu amo muito minha pista e meus obstáculos, e se eu não tivesse machucado meu pé... Mas não há ''se'' neste mundo, eu me machuquei, e só posso aceitar em silêncio". 

Ao longo de sua carreira, ele se tornou um dos maiores representantes do esporte chinês, se juntando a nomes como ex-jogador de basquete Yao Ming e a ex-tenista Na Li. A aposentadoria de Liu Xiang já era esperada, e foi relatada por um jornal de Xangai na semana passada. 

Quanto ao seu futuro, Liu Xiang, que começou a competir em provas com barreiras aos 13 anos, disse que pretende "começar uma nova jornada" completando sua educação, e espera contribuir para o desenvolvimento do esporte chinês, além de aumentar a influência internacional do país no mundo do atletismo.

Liu Xiang já havia anunciado que não esperava competir no Mundial de Atletismo de Pequim, em agosto, embora tenha declarado desejar "participar em outra função". No mês passado, ele apareceu em um evento promocional da competição, mas não falou com a imprensa. Agora a sua carreira está oficialmente encerrada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.