Divulgação
Divulgação

Canoístas Isaquias e Erlon ficam em 7º na final em etapa da Copa do Mundo

Brasileiros do C2 1000 caem de rendimento após liderar a final

Estadão Conteúdo

22 de maio de 2016 | 12h50

Em sua última prova antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o canoísta Isaquias Queiroz ficou em sétimo lugar, junto de Erlon de Souza, na prova do C2 1.000 metros na etapa de Duisburg da Copa do Mundo, na Alemanha, neste domingo. Isaquias é uma das esperanças de medalha de ouro para o Brasil na Olimpíada.

Isaquias e Erlon entraram na disputa como uma das duplas favoritas, uma vez que se sagraram campeões mundiais nesta prova, no ano passado. E eles pareciam confirmar a condição no início ao liderarem os primeiros 250 metros. No entanto, perderam seguidas posições na metade do trajeto e acabaram cruzando a linha de chegada somente na 7ª colocação, com o tempo de 3min32s990.

A medalha de ouro ficou com os ucranianos Dmytro Ianchuk e Taras Mishchuk, com 3min29s574. Eles foram seguidos dos romenos Leonid Carp e Stefan Strat (3min30s694) e dos checos Jaroslav Radon e Filip Dvorak (3min31s519).

No sábado, Isaquias também disputou a final do C1 1.000 metros, mas abandonou quando faltavam cerca de 200 metros para a linha de chegada. Depois, disputou as eliminatórias do C2 1.000m com Erlon, e se destacou na semifinal. Neste domingo, porém, a dupla não brilhou.

O Brasil, contudo, não deixará a etapa de Duisburg de mãos abanando. No sábado, o mesmo Erlon obteve a medalha de bronze com Ronilson Oliveira na prova do C2 200 metros, que não é disputada em Olimpíadas.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaCanoagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.