CAS rejeita recurso e Bulgária fica fora do Rio-2016 no levantamento de peso

Envolta em seguidos casos de doping, a Bulgária está mesmo fora dos Jogos Olímpicos do Rio no levantamento de peso. A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) anunciou nesta sexta-feira que rejeitou a apelação da federação búlgara contra a punição imposta pela Federação Internacional de Levantamento de Peso (IWF, na sigla em inglês).

Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2016 | 16h12

No entendimento da CAS, baseada em Lausanne (Suíça), a IWF tem autonomia para punir os búlgaros pelos 11 casos positivos de doping para esteroides anabolizantes observados em exame surpresa aplicado em agosto na seleção que se preparava para o Campeonato Europeu.

Na sentença, publicada nesta sexta-feira, a CAS lembrou que a IWF pode punir uma federação nacional quando nove ou mais atletas de uma mesma equipe caem no doping em uma mesma temporada. Os búlgaros, entretanto, conseguiram se livrar provisoriamente da multa de US$ 500 mil, porque a CAS entendeu que o presidente da IWF não pode impor multas, apenas o comitê executivo.

A Bulgária tem tradição de doping no levantamento de peso. Nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, o país também foi proibido de competir. Oito anos antes, em Sydney, os búlgaros perderam as três medalhas conquistadas e foram expulsos dos Jogos.

Em agosto, 11 atletas da seleção da Bulgária foram pegos em exame antidoping realizado num treinamento para o Campeonato Europeu. Oito homens e três mulheres foram punidos pelo uso do esteroide anabolizante stanozolol. Sete atletas pegaram nove meses de suspensão, enquanto outros quatro foram punidos por 18 meses, entre eles Demir Demirev, que já foi campeão europeu.

No levantamento de peso, diferente de outras modalidades individuais, o número de vagas por país na Olimpíada é determinada a partir da soma dos resultados individuais no Mundial. Os países que tiverem melhor resultado coletivo têm direito a mais vagas na Olimpíada. Com as credenciais em mãos, as federações decidem como dividi-las entre as categorias e quais os atletas serão convocados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.