Fabio Motta|Estadão
Fabio Motta|Estadão

Casa de Torben Grael é atingida por bala perdida em Niterói

Residência é alvejada após troca de tiros entre traficantes e policiais

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2016 | 18h37

A casa do coordenador técnico da equipe de vela, Torben Grael, foi atingida por bala perdida na última terça-feira. Os tiros atingiram o portão da garagem. O episódio ocorreu durante a tarde, quando traficantes do Morro do Cavalão interromperam a tiros uma blitz policial que ocorria na Estrada Fróes, endereço nobre na zona sul de Niterói, no Grande Rio.

Fotografias do tiroteio foram postadas nas redes socais. Numa das imagens, um homem está sobre um telhado, enquanto os PMs se protegem próximos a um muro. Internautas chegaram a perguntar se o homem fugia da polícia. "Era o meu caseiro", contou Torben. "Ele estava limpando o telhado no momento do tiroteio e estava tentando se esconder".

Torben lembrou que no mês passado equipes da Grã-Bretanha, Irlanda, Nova Zelândia e Dinamarca treinavam em clubes de vela de Niterói e foram surpreendidas por disparos, no meio da tarde. "Foi um corre-corre danado", contou. "O Estado não consegue administrar quase nada, nem a questão da segurança", criticou Torben.

No último fim de semana, a atleta de vela paralímpica australiana Liesl Tesh teve a bicicleta roubada quando passeava no Aterro do Flamengo, zona sul do Rio. Ela teve uma arma apontada contra ela e chegou a ser jogada ao chão.

Tudo o que sabemos sobre:
Torben GraelAterro do FlamengoVela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.