CBF/ Divulgação
CBF/ Divulgação

CBF reforça segurança da seleção na Granja Comary

Decisão é tomada por prevenção contra possíveis atos de grupos extremistas durante os Jogos Olímpicos do Rio

ALMIR LEITE, ENVIADO ESPECIAL A TERESÓPOLIS, O ESTADO DE S.PAULO

19 de julho de 2016 | 07h00

A segurança da seleção brasileira está reforçada nesse período que antecede à Olimpíada. O número de agentes da empresa contratada pela CBF para trabalhar na Granja Comary é maior do que em ocasiões anteriores, quando a equipe principal preparou-se em Teresópolis. O perímetro coberto pelo esquema de vigilância também foi ampliado. A iniciativa foi da própria direção da entidade.

O assédio natural esperado sobre os atletas que buscarão a inédita medalha de ouro para o futebol nacional e, sobretudo, a prevenção contra possíveis atos de grupos extremistas levaram à tomada de cuidados adicionais, segundo o Estado apurou. Haverá também agentes infiltrados entre os torcedores que se agruparem nos arredores da Comary ou dentro da Granja – se o local for liberado ao público para algum treino.

Outra medida: diariamente todos os visitantes, entre eles os jornalistas, terão as bolsas revistadas ao entrar na Granja. Não há, porém, aparelhos de raio X nem detectores de metal. 

A Polícia Militar também participará do esquema de segurança da seleção em Teresópolis com a colocação de homens e viaturas em pontos específicos do acesso ao condomínio. Também serão feitas rondas as ruas próximas. O número de seguranças particulares e do efetivo policial são mantidos em sigilo.

A princípio, não haverá envolvimento da organização dos Jogos Olímpicos com a questão da segurança da seleção em Teresópolis. Mas, a partir do momento em que a delegação embarcar para Brasília para a estreia na Olimpíada, estará sob a proteção do esquema comandado pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge). 

A delegação terá as rotas de deslocamento previamente definidas e checadas – as vias a serem utilizadas serão rigorosamente patrulhadas –, o percurso será monitorado e a escolta, ostensiva e com um número maior de batedores.

A viagem para Brasília ocorre em 31 de julho, dia seguinte ao amistoso contra o Japão, em Goiânia. A estreia da seleção na Olimpíada será em 4 de agosto, contra o África do Sul, no Estádio Mané Garrincha.

GRUPO INCOMPLETO

Nesta segunda-feira, 15 jogadores se apresentaram. Neymar chegou pela manhã. Os jogadores fizeram exames médicos e avaliação física. O lateral-esquerdo Douglas Santos jogou pelo Atlético-MG na noite desta segunda-feira e se reúne ao grupo nesta terça-feira. Marquinhos chegará na quinta-feira, após ser liberado pelo Paris Saint-Germain. Renato Augusto só se apresentará no dia 27, já em Goiânia, após cumprir compromissos com o Beijing Gouan, da China.

Para a tarde desta terça-feira está programado o primeiro treino com bola em Teresópolis. O técnico Rogério Micale vai utilizar alguns jogadores da seleção sub-20 para completar o grupo durante os treinamentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.