Censura à internet diminuiu na China, como exige o COI

Alguns blogs e sites de notícias que estavam totalmente bloqueados já estão sendo acessados no país

Eduardo Nunomura, Enviado Especial - O Estado de S. Paulo

02 de abril de 2008 | 17h47

O designer gráfico Bruno Porto, um carioca de 36 anos que vive e trabalha em Xangai, levou um susto ao entrar nesta quarta-feira na internet. Na tela de seu computador, a página da Wikipedia, a enciclopédia virtual em construção pelos internautas, estava funcionando. Sem censura. Ou, pelo menos, quase. Leia mais na edição desta quinta-feira (3/4) de O Estado de S. PauloPorto disparou e-mails para amigos vivendo na China. E cada um deles foi confirmando o improvável: os chineses estão deixando de bloquear conteúdos da rede mundial de computadores. Até quando isso vai durar é a pergunta que Porto mais quer saber. A liberalização ainda tem suas limitações. Se tivesse digitado essa palavra ou "dalai lama", nada feito.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008censuraCOIinternet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.