Rio 2016|Daniel Ramalho
Rio 2016|Daniel Ramalho

Centro de Tênis está só 90% pronto para a Olimpíada

Local é uma das obras mais atrasadas para os Jogos do Rio

Estadão Conteúdo

25 Janeiro 2016 | 18h19

Com as obras paralisadas desde que a prefeitura do Rio rompeu o contrato com a concessionária Consórcio ITD, o Centro Olímpico de Tênis já é uma das estruturas mais atrasadas para a Olimpíada. Em balanço divulgado nesta segunda-feira, a prefeitura anunciou que o local está 90% concluído.

Dentre as estruturas que estão sendo construídas para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio, a mais atrasada é a Arena da Juventude, em Deodoro, que vai receber a fase preliminar do basquete, a competição de esgrima do pentatlo moderno e a esgrima em cadeira de rodas na Paralimpíada. De acordo com o balanço da prefeitura, a Arena está 80% pronta.

Desde meados outubro, a obra caminhou 12 pontos percentuais. O Velódromo, localizado no Parque Olímpico da Barra, também está atrasado. Na atualização desta segunda-feira, aparece com 80% de conclusão, uma evolução de apenas 10 pontos percentuais em mais de três meses. Faltam apenas seis meses para a Olimpíada.

De acordo com a prefeitura, a Arena Carioca 1, na Barra, que já foi utilizada para o evento-teste do basquete e do halterofilismo paralímpico, está 100% concluída. Também o Centro de Hóquei, em Deodoro, testado em novembro, aparece pela primeira vez como concluído.

Exceto a Arena da Juventude, o Centro de Tênis e o Velódromo, as demais estruturas ou estão prontas ou estão a detalhes de serem entregues. As obras do Centro de Hipismo também estão paralisadas após a prefeitura romper com a construtora Ibeg (líder do consórcio do Centro de Tênis). Esta obra, entretanto, não entra no relatório porque trata-se de reforma de uma estrutura construída para o Pan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.