China censura cobertura da tocha olímpica apagada em Paris

Imagens da BBC e da CNN sofrem blecautes durante noticiários sobre protestos no revezamento na França

Efe,

07 de abril de 2008 | 10h51

As transmissões dos canais internacionais CNN e BBC na China sofreram nesta segunda-feira, 7, vários "blecautes" enquanto noticiavam os distúrbios que cercaram a passagem da chama olímpica por Paris. Veja também: Manifestantes apagam tocha olímpica durante trajeto por LondresEm pleno noticiário e segundos depois de colocar no ar as palavras "Apagam a tocha na Cidade Luz", a emissora americana CNN ficou com a imagem totalmente escura até voltar com novo título, desta vez dizendo "Retomado o percurso da tocha após as interrupções". Um novo "apagão" das transmissões aconteceu minutos depois, quando a emissora fazia uma análise de como a imprensa chinesa abordou os incidentes registrados em Londres, onde mais de 30 pessoas foram detidas por tentarem sabotar a passagem da tocha pela cidade.Enquanto a CNN e a britânica BBC estavam fora do ar, o canal estatal chinês CFTV, em seu noticiário em inglês, mostrava personalidades recebendo a tocha olímpica no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. Com a manchete "Chama olímpica chega a Paris", a CFTV elogiou a passagem da tocha pela França e evitou qualquer comentário ou imagem que mostrasse os incidentes em Paris.O governo chinês, em um aparente relaxamento da censura na internet, decidiu permitir o acesso aos sites da BBC e da enciclopédia Wikipedia, inclusive a conteúdos relativos à situação no Tibete.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008tocha olímpicaChinaTibete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.