Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

China é cada vez mais tolerante com os homossexuais

Notícia foi publidade por agência oficial, há menos de um mês do início dos Jogos Olímpicos de Pequim

ANSA,

18 de julho de 2008 | 21h15

"Nos últimos anos a China se tornou mais tolerante com o tema do homossexualismo", publicou nesta sexta-feira a agência de notícias oficial Nova China, que em vista das Olimpíadas realizou uma reportagem especial sobre a comunidade gay de Pequim.Segundo a reportagem, os estrangeiros que chegarem à cidade para os Jogos irão descobrir uma sociedade "aberta e tolerante".Um exemplo dessa evolução dos costumes é a discoteca 'Destination', uma das mais badaladas de Pequim, onde todo fim de semana se reúne uma pequena multidão composta em 90% por homens.A 'Destination' é de fato uma discoteca gay e não é o único local deste tipo aberto nos últimos anos na capital chinesa. Desde 2001 a República Popular da China cancelou a homossexualidade de sua lista de "doenças mentais" e, pelo menos nas grandes cidades, a comunidade gay está se abrindo cada vez mais.Segundo os últimos dados do Ministério da Saúde, em 2004 viviam na China de cinco a dez milhões de homossexuais. Zhang Beichuan, professor da Universidade de Qindao, sustenta que este número é muito maior hoje em dia, com pelo menos 20 milhões de gays e 10 milhões de lésbicas.'Walter' Li, um assíduo freqüentador da 'Destination', confirma que a situação dos homossexuais na China efetivamente melhorou, mas que ainda existe muita resistência por parte da sociedade. "Se a companhia para a qual trabalho descobrir que tenho um namorado me demitem", disse Li.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008homossexualismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.