China e Rússia vão cooperar no controle de fronteiras nos Jogos

Autoridades dos dois países irão compartilhar informações e coordenar a segurança para qualquer emergência

EFE

25 de julho de 2008 | 11h17

China e Rússia chegaram a um acordo para cooperar nos controles do posto fronteiriço de Manzhouli, na Mongólia Interior, durante os Jogos Olímpicos, para garantir a segurança do evento. Os responsáveis pelo controle fronteiriço dos dois lados compartilharão informação, coordenarão os registros de segurança e trabalharão conjuntamente em caso de qualquer tipo de emergência, disse Zhao Dongfang, no comando do posto de Manzhouli, citado pela imprensa chinesa. Manzhouli é a principal passagem fronteiriça entre a Mongólia Interior e a Rússia, além da principal estação ferroviária para a troca de mercadorias por via terrestre entre os dois países. Os departamentos de segurança dos dois lados da fronteira já realizaram vários ensaios para agir com prontidão e efetividade em caso de emergência. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.