China prenderá quem revelar nome do acendedor da pira

Autoridades prometem 7 anos de cadeia para a pessoa que dizer o nome do escolhido para acender a chama

Ansa,

17 de julho de 2008 | 19h48

A identidade da pessoa que acenderá a Pira Olímpica é um segredo de Estado na China, ainda mais depois que as autoridades anunciaram que quem revelar o mistério será condenado a sete anos de prisão. "Só dez pessoas em toda a China (que tem uma população com cerca de 1,3 bilhão de habitantes) sabem quem acenderá a pira. É uma informação mais sigilosa do que as pesquisas sobre bomba atômica", publicou a revista Outlook.  O chinês Yao Ming, primeiro jogador de basquete do país a disputar a NBA, e o atirador Xu Haifeng, que ganhou o primeiro ouro da China nas Olimpíadas de Los Angeles (1984), são os principais candidatos para encerrar o percurso da tocha, que passou por 20 países. A Pira Olímpica será acesa no dia 8 de agosto, em uma cerimônia que custou US$ 100 milhões, o dobro do que foi investido na abertura de Sydney 2000.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.