China promete mar limpo para competições de vela nos Jogos

Governantas afirmam que águas da costa de Quingdao estará prontas para atender aos padrões internacionais

Efe,

16 de janeiro de 2008 | 15h25

O governo chinês garantiu nesta quarta-feira que as águas da costa de Quingdao, palco das disputas da vela nos Jogos Olímpicos de Pequim, estarão limpas e cumprindo os padrões internacionais para a competição. Segundo relatório da Administração Estatal de Oceanos da China, a qualidade da água no mês de agosto de 2007, um ano antes dos Jogos, foi considerada "excelente" de acordo com os padrões internacionais de medição. O documento apontou que o nível de bactérias na água esteve abaixo dos padrões nacionais e internacionais. Porém, a área sofreu "marés vermelhas" de algas poluentes seis vezes entre 2004 e 2007, embora ressaltou que apenas uma delas ocorreu em agosto e "não era tóxica". As promessas podem tranqüilizar os velejadores, que parecem mais preocupados com a falta de vento. As autoridades locais reconhecem que navegar nas águas da região exigirá muita paciência. Um evento teste para os Jogos Olímpicos já provou as fracas condições da região. Além do pouco vento, o mar tem muitas correntes, o que dificulta a navegação. Calcula-se que o vento soprará em agosto a uma velocidade de cinco nós por segundo. É suficiente para navegar de acordo com as normas internacionais, mas muito longe dos sete ou oito considerados ideais.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008vela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.