Chinesa bate americana e leva o ouro nas barras assimétricas

Suspeita de ter menos de 16 anos, He Kexin supera campeã Nastia Liukin pelo critério de desempate

Agências internacionais,

18 de agosto de 2008 | 09h30

A chinesa He Kexin desbancou a nova "rainha da ginástica", a americana Nastia Liukin, e conquistou a medalha de ouro na final das barras assimétricas dos Jogos Olímpicos de Pequim nesta segunda-feira, 18.     A apresentação de He recebeu uma nota média de 16,725, mesmo número de Nastia, que conquistou na sexta-feira o título no geral individual. A americana ficou com a prata devido ao critério de desempate, que leva em consideração o número de notas mais altas. Nastia obteve uma nota de 9,1 pontos, contra duas de sua adversária. O bronze foi para a também chinesa Yilin Yang, com 16,650.   He Kexin é uma das ginastas da China que está sob suspeita de ter menos do que os 16 anos exigidos para competições olímpicas. Minúsculas e donas de corpos sem seios ou curvas, He Kexin, Yang Yilin e Jiang Yuyuan levantaram questionamentos sobre a autenticidade dos documentos apresentados para comprovar suas idades.   (com Cláudia Trevisan, de O Estado de S. Paulo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.