Marko Djurica/ Reuters
Marko Djurica/ Reuters

Com 24 notas 10, chinesa de 14 anos ganha ouro nos saltos ornamentais dos Jogos de Tóquio

Quan Hongchan conquista o lugar mais alto do pódio e tem companhia da compatriota Chen Yuxi e da australiana Melisa Wu

Redação, Estadão Conteúdo

05 de agosto de 2021 | 05h14

A chinesa Quan Hongchan, de 14 anos apenas, conquistou a medalha de ouro na final feminina da plataforma de 10m dos saltos ornamentais nesta quinta-feira com direito a 24 notas dez (total de 35) em cinco saltos. A prata ficou com a compatriota Chen Yuxi, enquanto o bronze foi para Melisa Wu, da Austrália.

A disputa entre as chinesas foi intensa e até o fim. As duas empataram no primeiro salto, quando Quan recebeu apenas um dez. Com um triplo e meio mortal em revirado na posição grupado, Quan recebeu nota dez dos sete jurados, pois sua apresentação foi perfeita na altura, distância, forma no ar e entrada na água. Daí em diante, ela deu um show.

Na rodada seguinte, três juízes viram Quan perfeita no salto triplo e meio mortal de costas na posição grupada. A atleta ainda voltou a receber mais sete notas dez com um duplo mortal de costas com um parafuso e meio saindo de parada de mão. Antes de confirmar o ouro, Quan fez um duplo mortal e meio de costas com um parafuso e meio na posição carpada, que lhe garantiu mais seis notas dez, somando 466.20.

Quan Hongchan iniciou nas competições de saltos ornamentais em 2014, aos sete anos de idade. A mais jovem atleta da China nos Jogos de Tóquio garantiu a supremacia na plataforma de 10m, que teve início em Pequim-2008. Os saltos ornamentais são uma das provas mais tradicionais do programa olímpico. Conheça neste trabalho do 'Estadão' algumas de suas regras e formas de disputa.

De acordo com Chen Huaming, treinador sênior de mergulho da Escola de Esportes de Zhanjiang e técnico de Quan Hongchan, a atleta tem como característica explosões física e muscular impressionantes, além de possuir um grande espírito de luta e um desejo de conquistas muito grande. Ela é competitiva.

A primeira disputa adulta de Quan foi o Campeonato Nacional de Mergulho, em outubro do ano passado. Ela mostrou personalidade ao enfrentar muitos campeões olímpicos e de cara ganhou a medalha de ouro individual. Tinha 13 anos.

Na final desta quinta-feira, a atuação da chinesa Chen Yuxi também foi muito boa, mas suas notas ficaram entre 8.0 e 9.5, totalizando 425.40, o que lhe valeu a medalha de prata. O bronze foi para a australiana Melissa Wu (371.40), superando rivais difíceis como Delaney Schnell, dos Estados Unidos, e Gabriela Agundez, do México.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.