AP Photo/ Matt Dunham
AP Photo/ Matt Dunham

Chinesas ficam com ouro nos saltos ornamentais; brasileiras são as últimas

Atletas confirmaram favoritismo neste domingo

Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2016 | 19h43

Grande favorita, a China confirmou esta condição neste domingo e faturou a medalha de ouro nos saltos ornamentais, na prova sincronizada do trampolim de três metros. A dupla formada por Shi Tingmao e Wu Minxia deixou para trás as concorrentes com certa facilidade para faturar a medalha de ouro. Já as brasileiras Juliana Veloso e Tammy Takagi ficaram na oitava e última colocação da final.

Muito superiores, Tingmao e Minxia terminaram com nota 345,60, bem à frente das segundas colocadas, as italianas Tania Cagnotto e Francesca Dallape, que ficaram com a prata após fazerem 313,83. O bronze ficou a Austrália, graças a Maddison Keeney e Anabelle Smith, que cravaram 299,19.

A exibição coroou mais uma vez Minxia, um dos grandes nomes da história da modalidade. Ela se tornou a única saltadora a ser tetracampeã olímpica de uma prova, já que havia vencido na disputa sincronizada do trampolim de três metros em Atenas-2004, Pequim-2008 e Londres-2012. Ela também tem um ouro, uma prata e um bronze na prova individual do trampolim de três metros.

Por outro lado, o dia não foi nada bom para as brasileiras, que ficaram na última colocação com a nota 258,75. Takagi ainda reclamou de um barulho na torcida na hora do salto, que teria a atrapalhado, mas o fato é que elas chegaram ao Rio já satisfeitas por terem se classificado para os Jogos.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.