EFE
EFE

Chinesas mantêm domínio e fazem dobradinha no trampolim de 3 metros

Italiana Tania Cagnotto levou o bronze; Juliana Veloso caiu ainda na eliminatória

Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2016 | 19h17

Como de costume, a China dominou a prova individual do trampolim de 3 metros, neste domingo, na Olimpíada do Rio de Janeiro. Tingmao Shi e Zi He levaram a medalha de ouro e prata, respectivamente. A italiana Tania Cagnotto faturou o bronze na prova que não teve brasileiras na final - Juliana Veloso caiu na disputa ainda na primeira eliminatória.

Tingmao somou um total de 406,05 pontos na final da prova, enquanto sua compatriota obteve 387,90. A rival italiana recebeu 372,80 pontos. Foi a segunda medalha da ouro conquistada por Tingmao no Rio.

Ela também foi campeã olímpica no trampolim de 3 metros sincronizado, ao lado de Wu Minxia. Nesta prova, Tania Cagnotto levou a prata ao lado da compatriota Francesca Dallape.

A dobradinha da China no pódio é a segunda seguida em Olimpíadas. Em Londres, há quatro anos, saltadoras chinesas também levaram o primeiro e o segundo lugar. A China ganhou todas as medalhas de ouro no individual feminino dos saltos ornamentais desde os Jogos de Seul, em 1988.

Há quatro anos, Zi He também levou a prata. Neste domingo, ela teve um "prêmio de consolação". Após deixar a cerimônia de premiação, no pódio, ela foi abordada pelo namorado, que, de joelhos, a pediu em casamento diante do público presente no Centro Aquático Maria Lenk. Emocionada, a saltadora disse "sim".

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaTania CagnottoVelosoLondres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.