COI adverte Tóquio por violar competição entre cidades

Comitê japonês é advertido por interferir em candidatura de outra cidade - no caso, o Rio -, para 2016

EFE

07 de janeiro de 2008 | 09h15

O Comitê Olímpico Internacional (COI) advertiu por escrito Tóquio, uma das candidatas a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, por violar as regras de competição entre as sete cidades candidatas, informou nesta segunda-feira a agência local Kyodo. Segundo fontes próximas à organização, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) informou ao COI que um diplomata japonês radicado no Brasil perguntou em dezembro a seu presidente, Carlos Arthur Nuzman, por que o Rio de Janeiro desejava organizar os Jogos Olímpicos apenas dois anos após receber a Copa do Mundo de Futebol. O chefe de campanha da candidatura japonesa, Ichiro Kono, assegurou que "não se tratou de um ato deliberado", e afirmou que a capital japonesa aceitou o aviso "de forma humilde" e já forneceu as explicações necessárias ao COI. O COI aproveitou esta ocorrência para pedir a todas as cidades candidatas que mantenham a objetividade em suas respectivas campanhas de promoção diante do restante das concorrentes. Esta é a primeira vez que Tóquio recebe uma advertência escrita do COI desde que lançou sua candidatura a sede dos Jogos Olímpicos, em setembro do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008Olimpíada 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.