Rolex Dela Pena/EFE
Rolex Dela Pena/EFE

COI altera processo de candidatura das cidades para os Jogos de 2024

Decisão permite que todas as candidatas cheguem até votação final

Estadão Conteúdo

02 Agosto 2015 | 21h05

O Comitê Olímpico Internacional (COI) alterou neste domingo, em assembleia geral na Malásia, o processo para escolha da sede dos Jogos Olímpicos de 2024 ao retirar a fase de seleção eliminatória e permitir que todas as cidades candidatas cheguem até a votação final.

A decisão anunciada pelo COI abre a possibilidade para que até sete cidades possam competir pela sede olímpica em uma campanha mundial de dois anos de duração. Este movimento elimina uma lista reduzida de finalistas, como aconteceu em anos anteriores.

"Há uma abundância (de candidaturas), mas isso é um problema positivo", declarou o diretor executivo do COI para Jogos Olímpicos, Christophe Dubi. A mudança foi anunciada pouco depois da complicada disputa pela sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, quando ficaram apenas duas candidatas após a saída de quatro cidades europeias por causa de razões políticas ou econômicas. Pequim levou a disputa contra Almaty, no Casaquistão, em uma apertada votação.

"Não poderíamos utilizar o mesmo método do passado", afirmou Dubi. "Seria injusto afirmar que haveria uma eliminação. Temos de modificar a forma como fazemos as coisas", concluiu.

O prazo para a apresentação de candidaturas termina em 15 de setembro. Até o momento as cidades candidatas são Paris, Roma, Hamburgo e Budapeste. Boston se retirou da corrida na semana passada, mas o Comitê Olímpico dos Estados Unidos planeja apresentar uma candidatura, que segundo previsões deve ser Los Angeles. Toronto e Baku, capital do Azerbaijão, também estudam se apresentam sua candidatura.

Mais conteúdo sobre:
Jogos OlímpicosCOIOlimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.