Paul Buck/EFE
Paul Buck/EFE

COI confirma acordo com Los Angeles por 2028 e Bach exalta escolha 'transparente'

Entidade contribuirá com cerca de R$ 5,60 bilhões para a organização da competição

Estadão Conteúdo

01 de agosto de 2017 | 14h26

O Comitê Olímpico Internacional (COI) confirmou nesta terça-feira o acordo para que Los Angeles sedie os Jogos Olímpicos de 2028, como já tinham antecipado autoridades da cidade norte-americana na segunda. A oficialização foi festejada por Thomas Bach, presidente da entidade.

"O COI celebra essa decisão do Comitê de Candidatura Olímpico e Paralímpico de Los Angeles. E estamos satisfeitos pela escolha da cidade-sede de 2028 ser feita de maneira transparente e oportuna", comentou Bach.

No dia 11 de julho, o COI anunciara que Los Angeles e Paris seriam as sedes dos Jogos Olímpicos de 2024 e 2028, embora não houvesse definido a ordem das cidades que os abrigariam. A decisão era esperada para somente daqui a um mês e meio, mas foi antecipada pelo anúncio de segunda-feira feito pelas autoridades de Los Angeles.

E, na avaliação de Bach, a escolha da cidade coincide com os ideais do COI. "Los Angeles apresentou uma excelente candidatura, que abraça a Agenda Olímpica de 2020 sobre prioridades de sustentabilidade, maximizando o uso de instalações existentes e encorajando a participação de mais jovens no movimento olímpico."

Além disso, acrescentou o dirigente, o COI está "muito feliz" por aumentar o contato dos jovens com o esporte e incrementar um estilo de vida mais saudável pelos próximos 11 anos na cidade.

"Estamos confiantes de que podemos construir um acordo entre três partes sob a liderança do COI com Los Angeles e Paris em agosto, criando uma situação favorável para os três parceiros. Esse acordo será ratificado na reunião do COI em Lima, em setembro", complementou Bach, apontando o evento onde se esperava que as candidaturas fossem anunciadas.

Em comunicado publicado em seu site, a entidade também oficializou que contribuirá com US$ 1,8 bilhão (cerca de R$ 5,60 bilhões) para a organização da competição, além de aumentar a participação em programas que incentivem a participação dos jovens de Los Angeles em iniciativas esportivas.

Com a confirmação, Los Angeles receberá uma Olimpíada pela terceira vez em sua história - sediou também em 1932 e 1984 -, enquanto Paris será oficializada para a Olimpíada justamente 100 anos depois de abrigar o grande evento em 1924.

Apoiador da candidatura da capital francesa, o presidente da França, Emmanuel Macron, avisou que não celebrará até que o anúncio oficial seja realizado em Lima. Ainda assim, sua assessoria emitiu um comunicado explicando que ele falou com o líder do COI, Thomas Bach, e que a França "está ciente da decisão de Los Angeles de pedir os Jogos de 2028, e de chegar a um acordo com o COI e Paris".

Devido aos altos custos envolvidos, a desistência das candidaturas foi uma das principais marcas para a escolha das próximas sedes olímpicas. Boston, Roma, Hamburgo e Budapeste, todas alegando questões financeiras, declinaram do processo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.