Leonhard Foeger|Reuters
Leonhard Foeger|Reuters

COI pode suspender mais 55 atletas dos Jogos do Rio por doping

Entidade já havia punido 32 atletas após novos exames

Jamil Chade, Correspondente em Genebra, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2016 | 09h38

O número de atletas que podem ficar fora dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro já chega a 55. Nesta quinta-feira, o Comitê Olímpico Internacional anunciou que detectou a presença de substâncias ilegais nas amostras de sangue e urina de 23 atletas que competiram em Londres em 2012 e que passaram por novos exames. 

Na semana passada, a entidade já havia punido 32 atletas depois que novos exames com amostras dos Jogos de 2008 também identificaram o uso de substâncias proibidas. Agora, todos os 55 envolvidos podem ser barrados de competir no Rio. 

Mergulhado em uma de suas piores crises do combate ao doping, o COI está sendo obrigado a mostrar que está agindo. Por enquanto, os nomes dos envolvidos não estão sendo identificados. Mas a entidade aponta que os casos se referem a cinco modalidades atuando em seis comitês olímpicos nacionais diferentes.

O COI, que em Londres comemorou o número reduzido de pessoas pegas em exames de doping, hoje constata que quase 10% dos novos testes realizados quatro anos depois do evento deram resultados positivos. No total, a entidade examinou 265 amostras.

Pelas regras, o COI mantém as amostras de atletas por dez anos, justamente para permitir que novas tecnologias possam identificar substâncias que, no momento da prova, ainda conseguem ser escondidas.

Os dados começaram a ser colhidos ainda em agosto de 2015 e os atletas identificados já foram notificados. Processos foram abertos e, se forem condenados, não poderão viajar ao Brasil. Segundo o COI, o número total ainda pode subir, diante de mais testes previstos para a próxima semana.

"A reavaliação mostra, uma vez mais, nossa determinação em lutar contra o doping", disse o presidente do COI, Thomas Bach. "Queremos manter os atletas que se dopam fora dos Jogos do Rio. É por isso que estamos agindo agora mesmo", explicou o alemão, que indicou que já apontou uma comissão disciplinárias para examinar os casos. 

Segundo os meios russos, dos 32 atletas pegos no doping relativo aos Jogos de 2008, 14 deles são de Moscou. Em meados de junho, a Federação Internacional de Atletismo vai anunciar sua decisão se permitirá ou não que os russos compitam no Rio, depois dos escândalos revelados no ano passado.

Bach, porém, não exclui novos afastamentos diante das informações de que o laboratório de Sochi foi usado pelos cientistas para mascarar o doping de diversos atletas russos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.