Ivo Lima|Divulgação
Ivo Lima|Divulgação

COI qualifica a morte da onça como 'trágica' e se diz 'entristecido'

Entidade, porém, não comenta sobre decisão de vetar animais

Jamil Chade, Nathalia Garcia e Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2016 | 13h42

O Comitê Olímpico Internacional qualificou como "trágica" a morte da onça usada durante a passagem da tocha olímpica por Manaus, no começo da semana. O caso gerou comoção nas redes sociais e obrigou o Comitê Organizador da Rio-2016 a proibir o uso de animais durante a turnê da tocha.

"É com grande tristeza que soubemos desse trágico evento", disse o COI por meio de seu departamento de imprensa, sem dar qualquer detalhe sobre recomendações ou comentar sobre a decisão do uso de animais.

A onça estava sendo deslocada no zoológico do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) quando fugiu. Era acompanhada por veterinários e tratadores e, na tentativa de conter o animal, quatro tiros de tranquilizantes foram disparados. Mesmo após ser atingida por dois dardos, Juma continuou investindo contra um militar. Como procedimento de segurança pela integridade física do cuidador, o felino recebeu um tiro de pistola e morreu.

Alguns animais estiveram presentes no revezamento da tocha, como cavalos, bois, tartarugas e até um boto, e nenhum problema ocorreu. Estava previsto ainda o contato com um jacaré no Pantanal, araras e outras aves, e peixes. Mas isso mudou. "Erramos ao permitir que a tocha olímpica, símbolo da paz e da união entre os povos, fosse exibida ao lado de um animal selvagem acorrentado. Essa cena contraria nossas crenças e valores. Estamos muito tristes com o desfecho que se deu após a passagem da tocha. Garantimos que não veremos mais situações assim nos Jogos Rio-2016", avisou o Comitê.

Já o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) alega que "não foi solicitada junto ao órgão a autorização para a onça 'Juma' participar do evento da passagem da tocha olímpica".

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Adicione o número (11) 99371-2832 aos seus contatos, mande um WhatsApp para nós e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio-2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.