Fabrice Coffrini/ AFP
Fabrice Coffrini/ AFP

COI suspende a Coreia do Norte por ausência na Olimpíada de Tóquio

Comitê Olímpico norte-coreano fica ainda impedido de se beneficiar dos programas de ajuda nem participar da divisão das receitas dos Jogos Olímpicos

Redação, Estadão Conteúdo

08 de setembro de 2021 | 17h36

A Executiva do Comitê Olímpico Internacional (COI) suspendeu até o fim de 2022 o Comitê Nacional da Coreia do Norte pela não participação nos Jogos de Tóquio-2020, no Japão, que foram realizados neste ano, segundo anunciou nesta quarta-feira o presidente da entidade, o alemão Thomas Bach.

Caso algum atleta do país se classifique para os Jogos Olímpicos de Inverno, marcados para acontecer Pequim, na China, em fevereiro do ano que vem, a Executiva do COI ficará responsável por decidir sobre a participação no evento. "O Comitê da Coreia do Norte foi o único que não participou dos Jogos de Tóquio. Com isso, violou a Carta Olímpica e descumpriu com a obrigação que tinha de enviar uma delegação de atletas", justificou Bach.

Em 6 de abril, o Departamento de Esportes da Coreia do Norte anunciou que não enviaria representantes à capital japonesa para protegê-los do contágio da covid-19.

Com a suspensão, o Comitê Olímpico norte-coreano fica impedido de se beneficiar dos programas de ajuda oferecidos pelo COI, nem participar da divisão das receitas dos Jogos de Tóquio, "já que não contribuiu para seu êxito", disse o presidente da entidade.

Segundo o COI, as garantias de preservação da saúde foram oferecidas à Coreia do Norte e outros países, incluindo o envio de vacina", que foram recusadas pelo regime local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.