Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Com Bruno, família Schmidt volta aos Jogos Olímpicos no Rio

Atleta do vôlei de praia é sobrinho de Oscar Schmidt

Raphael Ramos, enviado especial a Vila Velha, O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2016 | 17h13

Bruno Schmidt é de uma família de esportistas. O jogador de vôlei de praia é sobrinho de Oscar, maior cestinha da história do basquete brasileiro. A irmã Julia conquistou a medalha de bronze nas areias no Mundial Sub-21 de 2010. Outro tio, o jornalista Tadeu Schmidt, também jogou basquete. 

“O Oscar é um exemplo para Brasil inteiro e o Tadeu já foi da seleção juvenil. A família respira esporte. Sempre troco mensagens com o Tadeu. Às vezes estou jogando fora do País e ele manda mensagem de madrugada para saber como eu estou. É muito bacana. Hoje ele está numa posição de destaque nacional, mas fora das câmeras gosta de valorizar o sobrinho”, conta Bruno. 

Nos Jogos do Rio, a família Schmidt terá com Bruno a chance de, enfim, conquistar uma medalha. Ao lado de Alison, fará a sua estreia na Olimpíada. “É um momento especial para toda a família. Em 1996, meu tio (Oscar) disputou a sua última Olimpíada e agora eu estou dando continuidade a essa história. Em casa, está todo mundo empolgadíssimo”, diz Bruno.

 

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaRIo 2016Vôlei de Praia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.