Divulgação
Divulgação

Com dinheiro disponível, Rio-2016 diz que pagará dívidas de revenda de ingressos

Comitê alegou possíveis problemas técnicos e afirmou que pretende fazer os pagamentos "o mais depressa possível"

Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2016 | 18h45

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 emitiu comunicado nesta sexta-feira para afirmar que "vai honrar todos os compromissos com os consumidores que usaram a plataforma de revenda de ingressos". O órgão, responsável pela comercialização das entradas para os dois eventos, atrasou o início dos pagamentos em dois meses.

De acordo com o comitê, o intuito é fazer o pagamento "o mais depressa possível". "Quem não recebeu até agora deve estar enfrentando alguma dificuldade técnica. Os recursos estão disponíveis", garantiu o Rio-2016.

A organização dos Jogos lançou um novo site onde o consumidor poderá atualizar os dados bancários e, com isso, acelerar o recebimento. Além disso, há um call center disponível.

Há cerca de 20 dias, o Procon chegou a autuar o comitê devido ao não-reembolso dos consumidores que colocaram seus ingressos à venda na plataforma oficial dos Jogos. Os organizadores da Olimpíada deveriam pagar os torcedores até 30 dias após o evento, mas o prazo se esgotou há mais de dois meses. Cerca de 140 mil torcedores foram prejudicados por esse atraso.

Tudo o que sabemos sobre:
call centerProconOlimpíada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.