AFP Photo/ Jack Guez
AFP Photo/ Jack Guez

Com revanche, cubano se sagra tricampeão olímpico na luta greco-romana

Mijaín Lopez venceu seu rival Riza Kayaalp da Turquia

Estadão Conteúdo

15 Agosto 2016 | 21h03

O cubano Mijaín Lopez se sagrou nesta segunda-feira tricampeão olímpico na luta greco-romana, na categoria até 130kg, na Arena Carioca 2, na Olimpíada do Rio de Janeiro. E o terceiro título seguido ainda teve sabor de vingança porque Lopez venceu na final seu rival, turco Riza Kayaalp, para quem perdeu o título mundial, no ano passado.

Com a conquista, o cubano se igualou a duas lendas da luta greco-romana, o sueco Carl Westergren e o russo Alexander Karelin, os primeiros a faturarem três títulos olímpicos. "É simplesmente uma tremenda honra. Chegou a minha vez [de ser tricampeão]", comemorou Lopez.

"Eu prometi que ia fazer isso e consegui. Alcancei meu objetivo porque fiz uma boa preparação. Os brasileiros me apoiaram desde o início", celebrou o lutador de 33 anos, medalha de ouro também em Pequim-2008 e Londres-2012, quando a categoria era até 120kg. Ele tem ainda cinco títulos mundiais na vitoriosa carreira.

Porta-bandeira de Cuba na cerimônia de abertura dos Jogos, Lopez venceu Riza Kayaalp por 6 a 0 na final. As medalhas de bronze ficaram com Sergey Semenov, da Rússia, e Sabah Shariati, do Azerbaijão. Nesta categoria, o brasileiro Eduard Soghomonyan foi derrotado logo na estreia. Nascido na Armênia, ele se naturalizou brasileiro para competir no Rio-2016.

Em outra categoria disputada nesta segunda, o russo Davit Chakvetadze faturou a medalha de ouro na disputa até 85kg. Na final, o atual campeão europeu, de 23 anos, derrotou o ucraniano Zhan Beleniuk por 9 a 2. O bielo-russo Javid Hamzatau e o alemão Denis Maksymilian Kudla levaram o bronze.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.