Com Sharapova fora, federação de tênis confirma russos na Olimpíada

Os sete russos inscritos podem jogar, diz ITF

Estadão Conteúdo

24 de julho de 2016 | 13h40

Cerca de duas depois de o Comitê Olímpico Internacional (COI) jogar nas mãos das federações internacionais a decisão de excluir a Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio em suas respectivas modalidades, a Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) já decidiu: os sete russos inscritos podem jogar.

Em comunicado emitido neste domingo, a ITF admite que as descobertas do chamado Relatório McLaren é uma "grande preocupação para qualquer um envolvido com esporte", mas diz que não vê motivos para punir os tenistas russo.

"Os sete jogadores russos que foram apontados para competir no Rio foram submetidos a rigoroso programa de testes antidoping fora da Rússia, incluindo um total de 205 amostras colhidas desde 2014, sendo 83 colhidos em competição e 122 fora. Desse total, foram 111 testes de urina e 94 de sangue", detalha a ITF.

"A ITF acredita que isso é suficiente para os sete tenistas russos atenderem aos relevantes requerimentos da decisão de hoje (domingo) do Comitê Executivo do COI", completa a ITF, que, entretanto, diz que vai perguntar à Agência Mundial Antidoping (Wada) se esses sete tenistas ou a federação russa de tênis estão implicadas no relatório.

A equipe russa de tênis não terá Maria Sharapova, que está suspensa por doping depois de testar positivo para Meldonium durante o Aberto da Austrália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.