Comitê Olímpico dos EUA promete equipe limpa em Pequim

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos(USOC) está relutante em prever quantas medalhas os atletasganharão nos Jogos Olímpicos de Pequim, mas confia que a equipenão terá testes positivos para doping. "Há testes maiores e registros de que estes Jogos serãomais rigorosos do que nunca", disse o diretor-executivo doUSOC, Jim Scherr, em encontro olímpico de três dias que acabouna quarta-feira. "Estamos confiantes de que este time é limpo". A proposta do USOC para as Olimpíadas limpas acontecedepois que uma série de escândalos de doping, incluindo aprisão da campeã de atletismo Marion Jones, tomaram asmanchetes nos Estados Unidos. Dois dos maiores nomes da liga de basebol, Barry Bonds eRoger Clemens, encaram possível punição e cadeia por alegaçõesde que teriam usado drogas que aumentariam o desempenho físico. O ciclista Floyd Landis espera pelos resultados de suaapelação final contra um teste positivo de doping que tirou seutítulo da Volta da França, enquanto o ex-campeão olímpico emundial dos 100 metros Justin Gatlin espera por audiência naCorte Arbitral do Esporte. A ciclista Tammy Thomas foi recentemente consideradaculpada de mentir sob juramento sobre seu uso de esteróides. O USOC prometeu fazer tudo o que for possível para garantirque o time olímpico terá uma passagem limpa em Pequim. "Eu acho que muito do que ouvimos hoje é de uma eraanterior e acho que entramos em uma nova era", disse Scherr.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.