AFP
AFP

Competição retorna no remo, e brasileiros terão de disputar repescagem

Duplas masculina e feminina não conseguiram terminar entre os dois primeiros colocados

Ciro Campos, enviado especial ao Rio, Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2016 | 13h01

Após ventania, ondas e cancelamento das competições de remo no domingo, os brasileiros finalmente puderam estrear nesta segunda nas provas dos Jogos do Rio, na lagoa Rodrigo de Freitas. As duplas masculina e feminina disputaram a primeira eliminatória no skiff duplo peso-leve e por não conseguirem terminar entre os dois primeiros colocados que avançam diretamente à semifinal, irão para a repescagem.

Fernanda Nunes e Vanessa Cozzi terminaram em terceiro entre os cinco competidores. Já Willian Giaretton e Xavier Vela Maggi cruzaram a chegada em último lugar. Apesar dos resultados, as duas duplas terão direito à nova chance de buscar a classificação na repescagem. A organização ainda não confirmou o calendário, mas a segunda prova dos brasileiros deve ser na manhã desta terça.

Os primeiros representantes do País a irem para a água foram Fernanda Ferreira e Vanessa Cozzi. As duas estavam entre as cinco competidoras que alinharam os barcos para atravessar o percurso de 2 quilômetros da prova. A dupla, formada no começo deste ano para buscar a vaga olímpica, se manteve em terceiro durante todo o tempo. A bateria acabou vencida pela África do Sul, seguida pela Irlanda. As duas nações passaram à semifinal.

"Fomos até melhor do que o esperado. As duas duplas que chegaram primeiro são muito boas, estão juntas há muito tempo, fizeram muitas competições", afirmou Fernanda. Para a parceira dela, foi possível ouvir a torcida, que estava na margem da lagoa. "Fomos empurradas pelos gritos nos últimos 200 metros. Isso ajudou a derrotar as cubanas e chegar em terceiro. Só de estar na Olimpíada realizamos um sonho", comentou Vanessa.

As duas afirmaram que as condições climáticas estão bem favoráveis e concordaram que o cancelamento da prova no domingo foi correto. "Não tinha condição de competir no domingo. Hoje estava ideal, com a água bem calma para remar", disse Vanessa, que é carioca e começou na modalidade exatamente na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Já a dupla masculina teve reação diferente ao fim da prova. Descontentes com o último lugar na bateria, Giaretton e o espanhol naturalizado brasileiro Vela Maggi avisaram que não dariam entrevistas. Os dois chegaram a ficar em terceiro lugar durante parte da prova, até no fim serem superados e passarem em último na chegada. A competição teve vitória da África do Sul, seguida pela Grã-Bretanha. Os brasileiros também devem disputar a repescagem na terça.

O calendário do remo prevê a realização de provas até sábado, sempre pela manhã. As disputas por medalha começam na quarta. Nesta segunda, a lagoa teve 30 baterias, com início às 8h30.

PARTICIPE

Quer saber tudo dos Jogos Olímpicos do Rio? Mande um WhatsApp para o número (11) 99371-2832 e passe a receber as principais notícias e informações sobre o maior evento esportivo do mundo através do aplicativo. Faça parte do time "Estadão Rio 2016" e convide seus amigos para participar também!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.