Gonzalo Fuentes|Reuters
Gonzalo Fuentes|Reuters

Confirmada, Teliana Pereira aguarda parceiro das duplas mistas

Bruno Soares e Marcelo Melo estão na briga pelo posto nos Jogos Olímpicos do Rio

Nathalia Garcia, enviada especial a Belo Horizonte, O Estado de S. Paulo

19 de julho de 2016 | 07h01

A tenista Teliana Pereira acumulará mais uma responsabilidade nos Jogos Olímpicos: defenderá o Brasil nas duplas mistas. A atleta já estava confirmada na chave de simples e nas duplas femininas, ao lado de Paula Gonçalves. Ela agora aguarda a definição de seu parceiro, a disputa pelo posto está entre Marcelo Melo e Bruno Soares.

A condição física da brasileira para disputar três categorias preocupava a Confederação Brasileira de Tênis (CBT). "A gente questionou se a Teliana conseguiria jogar as três porque durante um período estava com um problema no joelho. Ela mandou os exames para a junta médica da CBT, eles olharam e falaram que ela está bem fisicamente. Com isso, está garantida na mista", assegurou o presidente Jorge Lacerda ao Estado

O tenista que jogará ao lado de Teliana Pereira será definido pela posição no ranking mundial de duplas no dia 1º de agosto. Lacerda explicou que o critério foi definido pelos duplistas em conjunto com os técnicos João Zwetsch e Daniel Melo. O quesito coloca Marcelo como favorito na disputa. Com 6.130 pontos, ele ocupa o 6º lugar do ranking de duplas da ATP. Já Bruno aparece na 8ª posição, com 5.240.

De olho na Olimpíada, os brasileiros jogarão juntos no ATP 500 de Washington, de 18 a 24 de julho. Vice-campeão do torneio, Marcelo defenderá 300 pontos na competição. Bruno, por outro lado, só tem a somar nos Estados Unidos. Na sequência, eles voltam a jogar com seus parceiros - Ivan Dodig e Jamie Murray, respectivamente.

No Masters 1000 do Canadá, de 25 a 31 de julho, a situação se inverte. Enquanto Marcelo não terá pontos a defender, Bruno chegou até a semifinal da competição em 2015 e totalizou 360 pontos. Dessa forma, será difícil Soares conseguir reduzir a diferença no ranking para o compatriota e ficar com a vaga nos Jogos Olímpicos. 

Vale lembrar que o retrospecto do tenista nas duplas mistas é mais vitorioso. Bruno Soares tem três títulos de Grand Slam na categoria: foi campeão do Aberto da Austrália nesta temporada ao lado da russa Elena Vesnina e sagrou-se vencedor do US Open em 2012, com a russa Ekaterina Makarova, e em 2014, com a indiana Sania Mirza.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.