Coni garante liberdade de expressão aos atletas italianos

Confederação italiana diz que todos poderão expressar seu pensamento durante a Olimpíada na China

Ansa

16 de abril de 2008 | 11h39

A Itália e o seu comitê olímpico não irão boicotar os Jogos de Pequim, no entanto, "os atletas estarão livres para exprimirem o próprio ponto de vista", disse nesta quarta-feira o presidente do Coni, Gianni Petrucci, durante um evento na Universidade de Bolonha.Dos líderes do esporte italiano não haverá nenhuma diretiva "comportamental" aos atletas que competirão em Pequim, assegurou Petrucci."O boicote nunca foi levado em consideração. Existem pessoas que trabalham durante quatro anos para serem o número um exatamente naquele momento", concluiu o presidente do COI.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequim 2008Olimpíadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.