Conjunto do Brasil termina em 5º lugar na ginástica rítmica em evento-teste

A ginástica rítmica encerrou nesta sexta-feira a programação do evento-teste da modalidade para os Jogos Olímpicos, na Arena Rio, e contou com o conjunto do Brasil terminando a disputa em quinto lugar entre as sete seleções que participaram da competição.

Estadão Conteúdo

22 de abril de 2016 | 21h00

Foram quase dez dias de competições na capital fluminense, onde atletas de várias partes do mundo estiveram presentes nas apresentações das ginásticas artística, rítmica e de trampolim, sendo que o Brasil contou com representantes nas três diferentes modalidades.

Primeira a entrar no tablado para competir nesta sexta-feira, a equipe brasileira de ginástica rítmica, formada por Eliane Sampaio, Francielly Pereira, Gabrielle Silva, Jéssica Maier, Maiara Cândido e Morgana Gmach, estreou uma série de cinco fitas ao som de Aquarela do Brasil, interpretada por Ivete Sangalo. Com este tema, o time somou 31,066 pontos depois de ter se destacado principalmente no conjunto misto de arco e bola, no qual contabilizou 16,183 pontos (8,150 de dificuldade e 8,033 de execução) - foi a terceira melhor nota do dia neste aparelho.

No final das contas, a medalha de ouro ficou com o conjunto da Alemanha, que somou um total de 33,183 pontos, enquanto a prata ficou com o Usbequistão, com 32,832, e o bronze com a Grécia (31,982). Ao subirem ao pódio, as equipes dos três países asseguraram classificação ao Rio-2016. Já Brasil, Rússia, Bulgária, Espanha, Itália, Japão, Israel, Bielo-Rússia, China, Estados Unidos e Ucrânia já tinham vaga assegurada.

Nas disputas desta sexta-feira, o Brasil também foi superado pelo conjunto da Finlândia, que assegurou o quarto lugar ao contabilizar 31,400 pontos. A equipe nacional só ficou à frente de Azerbaijão (30,249) e Coreia do Sul (26,700).

Para efeito de comparação em relação ao Mundial de 2015, o Brasil só havia ficado à frente das sul-coreanas entre as sete equipes que participaram deste evento-teste. Ou seja, o País acabou subindo uma posição no ranking destes países.

INDIVIDUAL GERAL - Também nesta sexta-feira foi disputada a final do individual geral do evento-teste da ginástica. E a medalha de ouro ficou com a bielo-russa Melitina Staniouta, que já havia dominado a fase classificatória, disputada na última quinta-feira. Naquela ocasião, a brasileira Natália Gaudio acabou eliminada e ficou em 17º lugar, mas teve como consolo o fato de que realizou boas séries e garantiu a maior nota da carreira na fita (16,466) e o décimo lugar neste aparelho.

Melitina somou um total de 70,749 pontos para subir ao topo do pódio, enquanto a prata ficou com a casaque Sabina Ashirbayeva (68,966) e o bronze com a austríaca Nicol Ruprecht (67,883).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.