Contra Itália, Bernardinho diz que 'responsabilidade é do Brasil'

Segundo técnico, o time italiano vem confiante da vitória contra a Polônica, mas a presão está sobre o Brasil

EFE

20 de agosto de 2008 | 21h43

Às vésperas da disputa da semifinal do torneio de vôlei masculino dos Jogos Olímpicos de Pequim, o técnico Bernardinho disse que a maior responsabilidade na partida contra a Itália é do Brasil.   Veja também: A campanha brasileira na Olimpíada de Pequim   "A Itália vem com moral, confiança depois da vitória sobre a Polônia. Mas a pressão está com a gente, a maior responsabilidade é do Brasil", assinalou o técnico ao site do Cômite Olímpico Brasileiro (COB). O Brasil carrega o título de campeão olímpico, mas Bernardinho ressaltou que o jogo contra a Itália deve ser muito equilibrado.   "O equilíbrio é a tônica da competição, não tem como apontar favorito, mas estamos onde gostaríamos de estar. Contra a Itália, não tem relaxamento, é um clássico, mas sinto que o time está numa crescente", comentou.   Para o meio-de-rede André Heller, a solução é transferir, durante o jogo, a pressão para os adversários.   "É um time muito perigoso, temos que estudá-lo muito bem, pressionar o tempo todo. Será um jogo tenso, difícil. É um adversário tradicional, a rivalidade é normal é cotidiana. Mas o time brasileiro está crescendo", assinalou o brasileiro. Para o ponta Giba, o 'verdadeiro teste' virá na partida contra o time italiano. "Contra a Itália, será um jogo de rivalidade muito grande. Uma semifinal olímpica, um teste verdadeiro, de matar ou morrer", comentou ojogador ao site do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).   O ponta brasileiro disse que a pressão em um jogo como esse é normal, mas que os jogadores já estão acostumados a isso.   "A Itália é um time experiente e que a gente conhece muito. A pressão em um momento como este sempre existe", assinalou Giba.   Valendo uma vaga na final, Brasil e Itália se enfrentam no próximo dia 22, sexta-feira, às 9h (Brasília).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.