Daniel Zappe/CPB/MPIX
Daniel Zappe/CPB/MPIX

CPB premia melhores atletas paralímpicos do Brasil em 2014

Evento realizado no Rio elege velocista Terezinha Guilhermina e atleta de goalball Leomon Moreno como melhores do ano

Ronald Lincoln Jr., O Estado de S. Paulo

10 de dezembro de 2014 | 22h38

A velocista Terezinha Guilhermina e o atleta de goalball Leomon Moreno foram eleitos os atletas paralímpicos do ano em premiação realizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). O evento ocorreu na noite de quarta-feira no auditório do Hotel Sofitel, em Copacabana, zona sul do Rio. Também foram premiados 22 atletas representando cada modalidade paralímpica, além dos melhores técnicos de esportes individual e de equipe, e o atleta revelação do ano.

Terezinha é um dos principais nomes do País para os Jogos Paralímpicos do Rio/2016. Em 2014, a atleta deficiente visual venceu a maior parte das provas internacionais na categoria T11 nos 100m e 200m. Ganhou o Grand Prix de Dubai (Emirados Árabes Unidos), o Open de Berlim (Alemanha) e o Open de São Paulo, liderando o ranking mundial nas duas provas.

Ao lado do seu guia, Guilherme Santana, a atleta comemorou o título. "Estou muito alegre e agradecida. Tenho me mantido no topo do ranking e isso é um desafio contínuo. Esse prêmio é uma motivação a mais para eu seguir crescendo. Porque todas as minhas adversárias vão tentar me superar." Muito elogiada pelo visual digno de "Oscar", ela justificou. "Sou vaidosa. Além disso, queria fazer uma homenagem para uma pessoa especial, que é meu guia."

Destaque do goalball - modalidade ainda pouco conhecida no País, Leomon Moreno, também deficiente visual, foi a surpresa da noite ao desbancar o multicampeão mundial da natação Daniel Dias e o campeão mundial do futebol de 5 Ricardo Alves. 

"A campanha foi grande mesmo", brincou o atleta. "O goalball ainda vai trazer muita emoção para o Brasil." Neste ano, Moreno foi campeão mundial em Espoo (Finlândia), sendo artilheiro da competição com 51 gols em dez jogos. Também foi campeão do Regional Nordeste e da Copa Brasil, ambas em João Pessoa (PB).

A premiação contou com a presença de várias autoridades do esporte. Antes da entrega dos troféus, o presidente da Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons, exaltou o desempenho dos atletas brasileiros. "Diziam que o Brasil nunca seria uma potência paralímpica. Hoje, é o sétimo melhor do mundo." 

CONFIRA OS VENCEDORES:

Técnico modalidades individuais - Luiz Carlos Araújo (bocha).
Técnico modalidades coletivas - Alessandro Tosin (goalball).
Atleta revelação - Rafael Vansolin (halterofilismo).
Atletismo - Claudinei dos Santos
Basquete em cadeira de rodas - Leandro de Miranda 
Bocha - Maciel Santos 
Canoagem - Luis Carlos Cardoso 
Ciclismo - Suelito Gohr
Esgrima em cadeira de rodas - Jovane Guissone
Futebol de 5 - Ricardo Alves
Futebol de 7 - Jan Francisco
Goalball - Leomon Moreno
Halterofilismo - Marcia Menezes
Hipismo - Sergio Oliva 
Judô - Willians Araújo
Natação - Daniel Dias
Remo - Josiane Dias 
Rúgbi em cadeira de rodas - Alexandre Keiji
Tênis de mesa - Bruna Alexandre
Tênis em cadeira de rodas - Daniel Rodrigues
Tiro com arco - Andrey Muniz
Tiro esportivo - Débora Campos 
Triatlo - Jorge Fonseca
Vela adaptada - Mario Czascke
Voleibol sentado - Renato Leite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.