Cubano agride árbitro no tae kwon do e é excluído do esporte

Após discussão, Angel Valodia Matos acerta chute na cabeça do juiz; treinador do atleta também é suspenso

Reuters,

23 de agosto de 2008 | 10h22

Atleta cubano acerta juiz que interrompeu o combate. Foto:Efe    Angel Valodia Matos, de Cuba, acertou um chute na cabeça do árbitro de sua luta pelo bronze na categoria pesado do tae kwon do contra Arman Chilmanov, do Casaquistão, e recebeu uma suspensão vitalícia do esporte. O treinador de Matos também foi suspenso pelo comportamento considerado por uma autoridade do tae kwon do como "uma violação grave do espírito do tae kwon do e dos Jogos Olímpicos".    Veja também: Treinador acusa Casaquistão de 'comprar' luta do tae kwon do "As punições têm efeito imediato e são as seguintes: exclusão definitiva do técnico e do atleta por toda a vida de todos os campeonatos promovidos pela WTF", disse o dirigente, referindo-se à Federação Mundial de tae kwon do (WTF, na sigla em inglês). "Todos os resultados deste atleta nos Jogos de Pequim serão imediatamente deletados", acrescentou ele, sob aplausos do público na arena. O cubano liderava a luta por 3 a 2 no segundo round da luta quando os técnicos dos dois lutadores invadiram o tatame para discutir com o juiz, após ele ter interrompido o combate, aparentemente em favor de Chilmanov. Matos havia recebido tratamento para uma contusão no pé. Depois de uma discussão acalorada no tatame, Matos acertou o juiz na cabeça com um chute alto. Ele também acertou outro árbitro. Matos foi desclassificado e escoltado para fora da arena. Pouco depois, as autoridades internacionais do tae kwon do anunciaram a suspensão por toda a vida para o cubano e seu treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.