Cubano Robles leva ouro nos 110m; Merritt vence Wariner nos 400m

O recordista mundial Dayron Robles, deCuba, venceu a final olímpica dos 110 metros com barreiras emPequim, nesta quinta-feira, conquistando uma medalha de ouroque os chineses esperavam que fosse deles. O velocista de 21 anos combinou ritmo com uma técnicasublime para cruzar a linha de chegada um metro à frente dosadversários, com o tempo de 12s93, e levar o título que háquatro anos ficou com o chinês Liu Xiang. Lesionado, Liu nãopôde tentar defender seu título em casa. Robles foi o único corredor a completar a prova abaixo dos13 segundos e comemorou fazendo pose de fortão para osfotógrafos, antes de pegar uma bandeira de Cuba nasarquibancadas. A desistência de Liu logo na primeira bateria dos 110m emPequim, na segunda-feira, devido a uma lesão notendão-de-aquiles, foi a maior decepção esportiva da China nosJogos Olímpicos. "Eu amo a China e Liu Xiang é meu amigo", disse Robles."Estou feliz, sou o campeão. Estou estático, esse sempre foi omeu sonho", acrescentou o cubano, que igualou o feito docompatriota Anier Garcia nos Jogos de Sydney-2000. O norte-americano David Payne levou a prata com 13s17, logoà frente do compatriota David Oliver, que conquistou o bronzecom 13s18. Em outra final na pista, o norte-americano LaShawn Merrittdominou os adversários, incluindo o atual campeão JeremyWariner, para vencer os 400 metros com a maior diferença desde1896. Merritt garantiu o sétimo ouro seguido dos EUA na prova como tempo de 43s75, seu recorde pessoal, bem à frente dos 44s74do campeão de Atenas Wariner. David Neville completou o pódiodominado por norte-americanos ao cruzar em terceiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.