Reprodução
Reprodução

Delegação australiana foi alvo de furto durante evacuação

Segundo chefe da missão Kitty Chiller, um laptop e uniformes foram roubados

Jamil Chade, O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2016 | 17h03

Foco de todas as atenções na Vila dos Atletas, a delegação australiana é alvo de mais uma polêmica. Neste domingo, a chefe da missão Kitty Chiller informou que um laptop e uniformes do time foram furtados dos quartos enquanto o prédio foi evacuado em um princípio de incêndio, na última sexta-feira.

Em coletiva de imprensa, Chiller indicou que o caso foi registrado na polícia da Vila, que a delegação passou a sugerir que todos os atletas tranquem com chaves seus quartos e não deixem itens pessoas expostos. "São medidas de segurança que precisamos tomar", indicou.  

Segundo ela, um primeiro sinal de que material havia sido roubado ocorreu ainda no momento da evacuação. "Vimos pessoas saindo com nossos uniformes, vestidos", disse. Ela admitiu que, num primeiro momento, foi avaliar se as pessoas eram voluntários que tinham ganho o material. "Mas esse não foi o caso", declarou. De acordo com a australiana, o material não estava guardado e, portanto, estava de fácil acesso.

De um dos membros do time de ciclismo, um laptop também foi levado. Mas, segundo a australiana, não detinha informações sensíveis.  Uma das medidas ainda adotadas pelos australianos foi o de usar cofres em praticamente todos os grupos e equipes. Num deles, todas as medalhas que os atletas australianos ganhem serão colocadas.

Na semana passada, o time australiano foi o primeiro a anunciar que estava abandonando a Vila dos Atletas, depois de considerar que o local ira "inabitável". 

Tudo o que sabemos sobre:
RIo 2016OlimpíadaAustrália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.