Delegação iraquiana em Pequim dobra para 4 atletas

Quatro atletas iraquianos disputarão osJogos Olímpicos de Pequim, disseram os organizadores nestaquinta-feira. A delegação terá o dobro de participantes emrelação ao permitido anteriormente pelo Comitê OlímpicoInternacional, após o fim de um veto à participação deiraquianos nos Jogos. No entanto, o ministro do Esportes do Iraque disse que foiconfirmada a participação de seis dos sete membros de suaequipe e que já estão sendo feitas negociações para garantirlugar ao sétimo atleta. A razão para a discrepância entre osnúmeros divulgados por ele e pelo COI ainda não está clara. "Uma equipe de remo poderá competir pelo Iraque nos Jogosde Pequim. Esta notícia eleva o número de atletas iraquianospara quatro, incluindo um velocista e um atleta de arremesso dedisco", disse o COI em seu site oficial. O COI havia informado na terça-feira que só dois iraquianoscompetiriam em Pequim porque os lugares para outras provas jáhaviam sido redistribuídos a outros times. As vagas para os remadores iraquianos tinham sido dadas àCoréia do Norte, mas o COI disse que o país rejeitou as vagas,permitindo que os iraquianos competissem. Não se sabe se o Iraque convenceu os norte-coreanos a abrirmão das vagas, mas o ministro da Juventude e dos Esportes,Jasem Mohammed Jaafar, disse que o Iraque entrou em contato comos órgãos de esporte de outros países. "Até agora, seis iraquianos irão a Pequim e eu acredito queo sétimo também possa participar. Estamos em contato com asfederações desportivas de outros países e acredito que todos ossete poderão participar", disse Jaafar à Reuters. O Iraque tinha sido proibido pelo COI de disputar aOlimpíada após o governo do país ter dissolvido o comitêolímpico nacional. No entanto, o veto foi cancelado estasemana. (Por Mohammed Abbas)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.