Delegação saudita não terá mulheres em Pequim

Devido à questões religiosas, Arábia Saudita não permite a participação feminina nos esportes

Ansa

31 de julho de 2008 | 12h01

A Arábia Saudita não terá representantes do sexo feminino nos Jogos Olímpicos de Pequim. Heraiwel al-Rashed, chefe da delegação saudita, confirmou que as mulheres não farão parte da equipe por conta de religiosos islâmicos contrários à participação feminina em eventos esportivos. Al-Rashed declarou que não é o momento ideal para as autoridades sauditas levarem em consideração a possibilidade de permitir o esporte para as mulheres.  A Arábia Saudita é um dos poucos países a manter as mulheres fora das manifestações esportivas internacionais, apesar dos esforços feitos nos últimos anos para mudar a situação. Em abril de 2007, a Federação Saudita de Esportes Eqüestres nomeou como presidente uma mulher, Arwa Mutabagani. No entanto, o Ministério da Instrução, influenciado por grupos conservadores, negou o acesso à prática de educação física às meninas matriculadas em escolas, sendo também proibida a entrada de mulheres em academias. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.