Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Despoluição da Baía de Guanabara e campo de golfe preocupam o Rio

Até o momento, o custo dos Jogos está estimado em R$ 37,7 bilhões

O Estado de S. Paulo

24 de março de 2015 | 06h05

O Rio de Janeiro está em contagem regressiva para o início dos Jogos Olímpicos. Mas, a 500 dias da grande festa esportiva, muita coisa ainda precisa ser feita e alguns problemas necessitam de solução, como o caso do campo de golfe em uma reserva de proteção ambiental e o da despoluição da Baía de Guanabara, onde serão disputadas as competições de vela.

Até o momento, o custo dos Jogos está estimado em R$ 37,7 bilhões, considerando os investimentos em infraestrutura e no legado. A última versão da Matriz de Responsabilidade, que lista os projetos dos locais de disputa das competições olímpicas e paralímpicas, atingiu um valor de R$ 6,6 bilhões, R$ 100 milhões a mais do que na versão anterior. A Copa do Mundo de 2014 custou R$ 27,1 bilhões, dos quais pouco mais de R$ 8 bilhões gastos nos estádios, segundo o governo brasileiro.

Além do esforço para deixar tudo pronto até o dia 5 de agosto de 2016, existe a tentativa de colocar o Brasil no mapa esportivo mundial. O sonho dos dirigentes é que o País fique entre as dez melhores delegações no quadro de medalha em um evento cheio de estrelas internacionais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.