William Lucas/COB
William Lucas/COB

Destaques da nova geração representarão o Brasil nos Jogos Sul-americanos da Juventude

Stephanie Balduccini, Stephan Steverink, Giulia Takahashi, Virgínia Fortes Águas e Andreza Lima são alguns dos nomes que representarão o país na competição

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2022 | 19h30

Os principais atletas da nova geração do continente se reunirão entre os dias 28 de abril e 8 de maio em Rosário, na Argentina, para a disputa da terceira edição dos Jogos Sul-americanos da Juventude. Formada por 231 atletas de até 18 anos, a delegação brasileira terá alguns nomes que já vêm se destacando em competições da categoria adulta. Vinte deles estiveram nos Jogos Pan-americanos Júnior Cali 2021, quando o Brasil terminou em primeiro lugar no quadro geral de medalhas. 

“Os Jogos Sul-americanos da Juventude são importantes por oferecer experiência internacional aos atletas em um evento multiesportivo de grande porte. Observamos que alguns deles já começam a se destacar além das categorias de base e isso é um sinal positivo de renovação. Vamos para Rosário com uma delegação forte, com a missão de representar o nosso país da melhor forma possível e buscar a liderança no quadro de medalhas”, afirma Kenji Saito, diretor de Desenvolvimento Esportivo do COB e chefe da missão brasileira em Rosário 2022. 

Mais jovem nadadora da equipe brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Stephanie Balduccini, 17, vem despontando como um dos principais talentos da modalidade. Alguns meses depois, brilhou no Pan Júnior de Cali ao conquistar sete medalhas de ouro. Nesta semana, no Troféu Brasil, Stephanie garantiu índice nos 200m livre para o Mundial de Esportes Aquáticos em Budapeste (Hungria). 

“Estou muito animada para os Jogos Sul-americanos da Juventude. Adoro esse tipo de competição continental, é bem divertido. Estou ansiosa, de um jeito positivo, para poder nadar lá. Vou competir em um monte de provas. Vai ser muito legal e conto com a torcida de todo mundo”, diz Balduccini.

Outro representante da natação brasileira em Rosário que também conquistou índice para o Mundial adulto é Stephan Steverink, 18 anos, filho de mãe pernambucana e pai holandês. Com dupla nacionalidade, o jovem há algum tempo chama a atenção pelos resultados obtidos nas categorias de base. A natação nacional terá dez atletas no feminino e dez no masculino em Rosário.

No skate, o Time Brasil apresentará novos nomes nos Jogos Sul-americanos da Juventude. Entre eles, Virgínia Fortes Águas, 16, que já integra a Seleção Brasileira adulta de skate street, e Filipe Mota, 15 anos, que impressiona pelas manobras e se destaca em grandes competições internacionais.   

No tênis de mesa, o Brasil terá a presença de Giulia Takahashi, que vem trilhando o mesmo caminho de sucesso da irmã Bruna. Nas categorias de base, Giulia é uma das melhores do mundo e agora já começa a se destacar entre os adultos. Na última semana, a jovem de 17 anos conquistou o título do TMB Platinum, no Rio de Janeiro, assumindo a liderança do ranking nacional adulta. Ela esteve em Cali 2021, onde conquistou dois ouros, uma prata e um bronze, e ainda foi a porta-bandeira do país na cerimônia de encerramento. Em Rosário, o Brasil ainda terá Laura Watanabe, segunda do ranking nacional adulto, Leonardo Iizuka e Henrique Noguti.

A ginástica artística também possui uma jovem talentosa na delegação de Rosário, que já está brilhando na categoria principal da modalidade. No último Campeonato Brasileiro de ginástica artística, em outubro de 2021, a paranaense Josiany Calixto, de 15 anos, superou a experiente Jade Barbosa e conquistou o título na trave. Ela estará na equipe ao lado de Andreza Lima, que conquistou três medalhas em Cali; Hellen Vitória, 13, caçula do time; além de Gabriela Barbosa e Maria Heloisa Moreno. 

Em Rosário, o Brasil participará das seguintes modalidades: atletismo, badminton, basquete 3x3, boxe, ciclismo, escalada esportiva, esgrima, futsal, ginástica artística, handebol de praia, hóquei na grama, judô, karatê, levantamento de pesos, natação, patinação artística, patinação velocidade, rugby, skate street, taekwondo, tênis, tênis de mesa, tiro com arco, triatlo, vôlei de praia e wrestling.

A terceira edição dos Jogos Sul-americanos da Juventude reunirá 2.500 atletas de 15 países do continente e terá um conceito inovador. Todas as competições serão realizadas em um mesmo local, no Parque da Independência, o que promete ser o grande diferencial do evento, com grande envolvimento da população local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.