Thomas Coex / AFP
Thomas Coex / AFP

Doncic, astro da NBA e da seleção da Eslovênia, é flagrado em festa clandestina na Vila Olímpica

Imagens do encontro, registrada por atleta espanhola, mostram o esloveno ao lado de companheiros de equipe com garrafas de vodca e sem máscara

Redação, Estadão Conteúdo

27 de julho de 2021 | 17h58

O astro da NBA, Luka Doncic, que disputa as Olimpíadas de Tóquio com a seleção da Eslovênia, foi flagrado, ao lado de colegas da equipe, em uma festa clandestina na Vila Olímpica nesta terça-feira. As informações são do jornal espanhol Mundo Deportivo, que afirma que o encontro foi realizado depois da vitória dos eslovenos sobre a Argentina, em que o Doncic se destacou com 48 pontos. A comemoração se tornou pública depois que Cristina Ouviña, da seleção de basquete da Espanha, divulgou imagens do encontro em suas redes sociais. Ela chegou a apagar, mas não a tempo das imagens viralizaram na internet.

Nas fotos registradas pela espanhola é possível ver Doncic sem máscara e bem próximo de colegas (alguns sem camisa) na mesma condição. As imagens ainda mostram que as pessoas presentes estão em volta de mesas com baralho, fichas de pôquer, garrafas de vodca e narguilé.

Até o momento, o jogador e a delegação da Eslovênia não se pronunciaram sobre a festa. Quem se manifestou foi Cristina Ouviña, que pediu desculpas à delegação eslovena pela publicação das fotos e assumiu o erro de compartilhar a sua experiência na Vila Olímpica. “Me equivoquei ao compartilhar minha experiência olímpica, mas quero ressaltar que todos os atletas que estamos em Tóquio somos conscientes da situação da pandemia que estamos vivendo e que não devemos nos relacionar com ninguém de fora da bolha da Vila Olímpica", escreveu a atleta em uma de suas redes sociais.

As aglomerações na Vila estão proibidas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), que tem incentivado o máximo distanciamento possível entre os atletas. Entre as regras de convivência impostas pela entidade está a de fazer as refeições de forma individual em seus alojamentos. Além de impedir a presença de torcedores nas arenas, o COI também estabeleceu aos atletas um protocolo de testagem constante, restrição de deslocamento pela cidade, a necessidade de praticar distanciamento social e utilizar a máscara de forma obrigatória. O Comitê, contudo, ainda não acenou sobre alguma possível punição aos envolvidos na festa clandestina.

Os jogos de Tóquio-2020 acontecem sob protestos de parte da população japonesa preocupada com o aumento de casos de Covid-19 no país e com a possibilidade do evento se tornar um propagador do vírus. O evento, que foi adiado por um ano em razão da pandemia, estava sob riscos de um novo cancelamento na semana de sua abertura.

A seleção da Eslovênia e Doncic voltam para quadra na próxima quinta-feira, 29, às 1h40 (de Brasília) para enfrentar a equipe do Japão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.