Dunga aprova atuação da seleção olímpica contra Cingapura

Técnico do Brasil elogia comportamento dos jogadores em campo na partida amistosa vencida pelos brasileiros

EFE,

28 de julho de 2008 | 15h42

O técnico Dunga aprovou nesta segunda-feira o desempenho da seleção olímpica do Brasil na vitória de 3 a 0 sobre Cingapura, em amistoso preparatório aos Jogos de Pequim.Veja também: Brasil, sem brilho e sem esforço, bate Cingapura: 3 a 0"A seleção soube tocar bem a bola, os jogadores buscaram a maior aproximação durante grande parte do jogo e as viradas de bola aconteceram nos momentos certos. Achei muito bom o desempenho do time", disse, em declarações ao site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).Em relação ao meia Ronaldinho Gaúcho, que estava desde março sem disputar uma partida, o treinador afirmou que a intenção inicial era substituí-lo no segundo tempo, mas preferiu deixá-lo em campo."Ele iria sair para fazer um treinamento à parte. Mas como estava bem no jogo, resolvemos deixá-lo até o final, para ir ganhando ritmo", explicou.Já o preparador físico Paulo Paixão disse que foi bom o novo jogador do Milan, da Itália, ter atuado os 90 minutos."Ele apresentou apenas um cansaço normal, para quem estava há muito tempo sem jogar, mas sem nenhuma dor localizada. Para ele foi muito bom ficar até o final", afirmou.Dunga justificou as seis alterações que promoveu durante a partida dizendo que queria poupar seus jogadores para a estréia no torneio de futebol olímpico, no dia 7 contra a Bélgica."Alguns jogadores estavam há algum tempo sem atuar, mas a intenção foi preservar a maioria, não submetê-los a um risco desnecessário às vésperas dos Jogos. O importante é o time chegar inteiro para a estréia", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
PREPARAÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.