Dunga escolhe Ronaldinho como capitão da seleção olímpica

Mais velho do grupo de jogadores, com 28 anos, meia-atacante se diz feliz: 'É também uma prova da confiança'

REUTERS

26 de julho de 2008 | 16h19

O técnico Dunga escolheu o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho para usar a braçadeira de capitão da seleção brasileira na Olimpíada de Pequim. O jogador, recém contratado pelo Milan junto ao Barcelona, foi anunciado como líder da equipe neste sábado, em comunicado no site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Veja também: Dunga mantém base da seleção olímpica em treino"É uma responsabilidade boa, que me deixa motivado, por ser também uma prova da confiança. Fiquei muito feliz.", afirmou o camisa 10, que disputará a segunda Olimpíada da carreira. Convocado com um dos jogadores acima do limite de idade de 23 anos, Ronaldinho é quem dá início ao samba nas viagens de ônibus da delegação e tem bom relacionamento com toda o grupo fora de campo. O jogador é o mais experiente do grupo, e fez parte da seleção brasileira que foi derrotada por Camarões nas quartas-de-final da Olimpíada de Sydney-2000. Na área musical, Ronaldinho ganhou um parceiro de peso com a apresentação do atacante Jô. O atacante, que defenderá o Manchester City nas próximas temporadas, é um sambista nato. Segundo a comissão técnica, o entrosamento fora dos gramados é considerado fundamental para que este seja refletido dentro de campo. "Os jogadores estão felizes, o ambiente está excelente, e esse é um dos passos para se conseguir os objetivos no futebol. Não basta ter um grande time, só se ganha títulos quando se consegue formar um grupo de verdade, e é o que está acontecendo aqui", afirmou o técnico Dunga ao site da CBF. (Por Fabio Gehrke)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.