Eliminado na seletiva, Hoyama ainda tem chance de ir a Pequim

Mesa-tenista pode disputar sua quinta olimpíada se for convocado para defender a equipe brasileira

Agência Estado,

02 de abril de 2008 | 18h10

Estrela do tênis de mesa brasileiro, Hugo Hoyama não conseguiu a vaga para a Olimpíada de Pequim durante a disputa do Pré-Olímpico na República Dominicana. Mas ele ainda tem chance de ir aos Jogos, se for convocado para defender a equipe do Brasil. Veja também: Conheça os locais das provas da Olimpíada de Pequim Teste seus conhecimentos sobre a história dos Jogos Assista a um trecho da cerimônia em PequimVeja por onde passará a tocha olímpica Hugo Hoyama esteve perto da vaga na chave individual do torneio olímpico, mas perdeu o confronto decisivo com o argentino Pablo Tabachinik na noite de terça-feira. Assim, o Brasil garantiu a presença de apenas três mesa-tenistas nos Jogos de Pequim: Gustavo Tsuboi, Thiago Monteiro e Mariany Nonaka. A esperança de Hugo Hoyama é ser convocado para a equipe brasileira e, assim, disputar a quinta Olimpíada de sua carreira - esteve nas edições de 1992, 1996, 2000 e 2004. No Pré-Olímpico, ele lamentou a falta de ritmo, pois se recuperou recentemente de uma contusão. "Atrapalhou um pouco", admitiu. "Se for convocado para jogar a competição por equipe, também lutarei muito. Claro que fiquei triste por não ter conquistado a vaga no individual, mas sei que ainda tenho condições de ajudar muito a equipe brasileira, assim como fiz no Pan do Rio", disse Hugo Hoyama, que é o maior medalhista de ouro do Brasil em Jogos Pan-Americanos - 9 medalhas.

Tudo o que sabemos sobre:
Tênis de mesaPequim 2008Hugo Hoyama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.