Em meio a boicote, Zanon chama seleção para evento-teste

O técnico Luiz Augusto Zanon anunciou nesta sexta-feira a convocação da seleção brasileira feminina de basquete para o evento-teste da Olimpíada do Rio, que acontecerá no ano que vem. Resta saber se poderá contar com as atletas chamadas, uma vez que os clubes do País ameaçam boicotar a seleção por sentirem-se desamparados pela Confederação Brasileira de Basquete (CBB).

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2015 | 14h57

Há cerca de duas semanas, os únicos seis clubes da Liga de Basquete Feminino (LBF) prometeram que não cederiam mais suas atletas à seleção do País. O descontentamento com o tratamento dado ao basquete feminino por parte da gestão Carlos Nunes já vinha de anos, mas o estopim para o início do movimento foi a ausência de qualquer dirigente da CBB no evento de lançamento da LBF 2015/2016. Nunes, por exemplo, esteve presente ao evento-teste do tênis de mesa, no Rio.

O boicote foi liderado pelo técnico do Americana, atual campeão brasileiro, Antônio Carlos Vendramini. Partiu dele a proposta de que o clube não cedesse mais jogadoras à seleção brasileira. Pouco tempo depois, todos os times já haviam aderido à proposta.

O evento-teste do basquete, marcado para janeiro do ano que vem, não obriga, supostamente, os clubes a liberarem suas atletas por não se tratar de uma data prevista no calendário da Federação Internacional de Basquete (Fiba). Agora, a CBB deve pressionar os times brasileiros para cederem as atletas. Resta saber quem levará a melhor nesta queda de braço.

A seleção brasileira feminina de basquete tem na agenda a disputa do evento-teste para o Rio-2016 entre os dias 15 e 17 de janeiro, ainda sem o detalhamento dos adversários por parte da CBB. O que se sabe é que as partidas acontecerão Arena de Basquete no Parque Olímpico da Barra. Antes, também estão marcados dois amistosos, contra Argentina e Austrália, nos dias 12 e 13 de janeiro, respectivamente.

Se os clubes cederão as jogadoras ou não, ainda é uma incógnita, mas a principal novidade na lista de convocadas desta sexta-feira foi a veterana Adrianinha. A armadora de 36 anos voltou a ser chamada depois de ter anunciado sua aposentadoria da seleção após o Mundial da Turquia no ano passado.

"Conversei com a Adriana há um tempo atrás sobre o possível retorno. É uma jogadora com uma grande capacidade técnica e indispensável por tudo que já fez pela seleção brasileira. Sempre visualizei ela dentro desse processo desde que assumi. A armação é a posição que exige uma jogadora madura. Ela ainda está em condições pela sua alta qualidade técnica", explicou Zanon.

Confira a lista de convocadas da seleção brasileira feminina de basquete:

Armadoras: Adrianinha (América-PE), Joice (Corinthians/Americana-SP), Tainá (América-PE) e Tássia (Santo André-SP).

Alas: Isabela (Sampaio Basquete-MA), Iziane (Sampaio Basquete-MA), Jaqueline (Santo André-SP) e Tatiane (América-PE).

Pivôs: Clarissa (Corinthians/Americana-SP), Damiris (Corinthians/Americana-SP), Gilmara (Corinthians/Americana-SP) e Nádia (Sampaio Basquete-MA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.