Wolfgang Rattay/Reuters
Wolfgang Rattay/Reuters

Em minissérie, Simone Biles conta que passou fome na infância

Fenômeno da ginástica americana detalhou o tempo em que viveu em um lar adotivo em série do Facebook Watch

Rafael Sant'Ana, ,especial para Estado de S. Paulo

01 de julho de 2021 | 14h24

Lenda da ginástica com 23 medalhas de ouro, entre Mundiais e Olimpíadas, Simone Biles é uma das maiores certezas de conquista para a delegação dos EUA nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Para chegar ao topo, a atleta de 24 anos enfrentou várias dificuldades quando criança. No último episódio da série do Facebook Watch chamada 'Simone x Ela mesma', que estreou no dia 15 de junho, a estrela contou como foi viver em um orfanato no estado de Ohio sem ter o que comer.

A avó de Simone, Nellie Biles, disse que a mãe biológica da ginasta não tinha condições de cuidar das crianças por causa de problemas com álcool e drogas. Após relatos dos vizinhos, uma assistente social interveio. Biles afirmou que "teve muita sorte de ficar com os irmãos. Em muitos casos, você é reagrupado em outra casa e acaba separado dos irmãos". 

Além das dificuldades de viver com uma dependente química, Simone Biles relatou a fome que todos passaram enquanto estavam com a mãe. "Eu lembro que tinha um gato pela casa, e eu tinha tanta fome...", disse. "Eles alimentavam esse gato e eu pensava onde estava a minha comida. Por isso, eu não gosto de gatos… porque esse maldito gato de rua, ela sempre alimentava. Mas ela nunca nos alimentava", disse. 

Enquanto os irmãos mais velhos de Biles, Ashley e Tevin, foram adotados pela irmã de seu pai e ficaram em Ohio, ela e a irmã mais nova, Adria, se mudaram para o Texas para morar com Nellie e Ronald Billes, seus avós maternos. 

Apesar de reconhecer as barreiras existentes entre elas, a avó se lembra do momento em que a relação mudou. "Dizer que você os ama e se importa com eles são todas palavras. Mas você acorda um dia e se dá conta de que você faria tudo por essas crianças e que você morreria por elas. É aí que você sabe que você é verdadeiramente uma mãe".

Recentemente, a NBC, uma das principais emissoras dos EUA, transmitiu um dos treinos da equipe de ginástica americana em St. Louis. Na ocasião, a favorita a ganhar o ouro em diversos aparelhos teve uma noite ruim para seus padrões. Ela teve problemas com seu elemento de abertura nas barras e escorregou da trave de equilíbrio. Simone Biles ficou atrás de Suni Lee. No fim, as duas acabaram classificadas para Tóquio. "Cinco anos depois, e estamos fazendo de novo", disse ela.

Jordan Chiles e Grace McCallum completam o time de quatro mulheres que vão disputar as provas em conjunto dos EUA. Já Jade Carey e MyKayla Skinner serão as outras integrantes do time nas provas individuais em Tóquio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.