Em Pequim, Janeth Arcain faz campanha para o COB

A ex-jogadora da seleção brasileira e da WNBA é embaixadora da candidatura do Rio para os Jogos de 2016

EFE

21 de agosto de 2008 | 08h11

A ex-jogadora de basquete Janeth Arcain, embaixadora da candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2016, disse que o evento serviria como inspiração e incentivo para os jovens do País a praticar esportes. "Quando era criança, via meus ídolos na televisão disputando os Jogos Olímpicos. Isso foi um dos fatores que me levaram a praticar esporte. Tenho certeza que uma edição dos Jogos no Rio servirá de inspiração para muitos jovens brasileiros", disse a ex-atleta em coletiva de imprensa em Pequim. Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Rio-2016, também estava presente na entrevista concedida na Casa Brasil, espaço dedicado a promoção do País. O dirigente ressaltou a importância dos embaixadores da campanha, Janeth e Pelé - que também estava na coletiva. "Pelé e Janeth são conhecidos e admirados no mundo inteiro, e não apenas no meio esportivo. Eles se identificaram com as propostas da campanha Rio-2016 e serão muito importantes na caminhada até a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI)", disse Nuzman. A sede dos Jogos de 2016 será escolhida pelo COI no dia 2 de outubro de 2009 na cidade dinamarquesa de Copenhague. As outras concorrentes são Chicago, Madri e Tóquio. Nuzman também falou da questão da segurança, um dos principais aspectos da campanha do Rio de Janeiro. O dirigente ressaltou que o Governo brasileiro já está preparado para garantir a integridade dos participantes e que os Jogos Pan-Americanos de 2007 na cidade não registraram nenhum problema. Para o presidente do COB, o evento no Rio "serviria para mostrar ao mundo o desenvolvimento e a filosofia do Brasil. Seria uma oportunidade fantástica".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.